Nossa História

Nossa história
Nossos arcos

O Hotel Internacional Gravatal foi inaugurado no dia 27 de outubro de 1978. O projeto buscou interferir o mínimo possível na beleza natural do lugar, acabando por se tornar um espaço abraçado pela rica área verde que preserva. Todas as estruturas do hotel são abastecidas com a 3ª melhor água termal do mundo com benefícios terapêuticos únicos.

 

Água termal

A descoberta da água termal aconteceu com a chegada do imigrante italiano Pedro Zappelini a Termas do Gravatal em 1940. Ele habitou a região localizada entre a serra e o mar, no Sul de Santa Catarina, e descobriu a existência de águas termais oriundas de uma fonte natural às margens do Rio Gravatá.

A existência de água quente, propícia para banhos até no inverno, fez nascer a Estância de Água Termo Mineral de Gravatal, em um vale belíssimo cercado por uma natureza exuberante, onde brota uma água que passa por fraturas de rochas granitas emergindo na superfície a uma temperatura média de 36º C.

 

Nossos arcos

Já a arquitetura medieval do Hotel Internacional Gravatal é resultado do trabalho do renomado arquiteto Norberto Bozzetti que projetou os arcos marcantes e diferenciados da estrutura. Personalidades como o cantor Fagner já passaram pelo hotel. No final da década de 80, o músico gravou o clipe especial da música “Deslizes” que foi exibido no programa Fantástico da Rede Globo. E essa é só uma das muitas histórias da qual o hotel faz parte até hoje.

PALMEIRA DIREITA

Hotel Internacional Gravatal

As qualidades únicas da região trouxeram o empresário José Agostinelli para conhecer Termas do Gravatal no início dos anos 50. Ele investiu, junto a família Zappelini, na instalação do turismo no local. No início dos anos 70, o filho Hélio Armando Agostinelli iniciou a construção do hotel de vanguarda, referência em serviços, estrutura hoteleira e com o diferencial da água termal.

A pedra fundamental do Hotel Internacional Gravatal foi lançada no dia 10 de julho de 1971, na presença do Governador Colombo Machado Salles e diversas autoridades. O empreendimento turístico nasceu para concretizar o sonho dos seus fundadores de proporcionar turismo aliado aos benefícios das águas termais.

 

Sonho

O sonho iniciado por Hélio Armando Agostinelli (in memoriam) segue sendo alimentado pelos filhos e netos do empreendedor. Dona Anete Agostinelli, filha e diretora-presidente do hotel, e Pedro Zappelini, neto e diretor-geral do empreendimento, hoje estão à frente do negócio.

Pedro cresceu junto ao empreendimento do avô e hoje segue seus passos. Nas lembranças da infância, o neto guarda momentos especiais da história dele que se misturam com as do hotel.

“Quando penso na primeira lembrança do hotel, me lembro da minha infância com meus primos correndo pelos jardins da estrutura. Muitas brincadeiras, aventuras, piscina, fogueiras, gincanas, colhendo frutas nas árvores, pescarias, novas amizades… Enfim, era nosso quintal de casa, nosso parque de diversões”, relembra o neto.

A memória afetiva que o Hotel Internacional Gravatal traz aos seus gestores é também aquela que eles desejam transmitir: amor em cada atendimento, em cada detalhe e em cada lembrança. “Definir o hotel em uma palavra é muito difícil. Mas para mim seria um paraíso, onde curamos a alma e a saúde”, finaliza Pedro.

Hotel Internacional Gravatal

As qualidades únicas da região trouxeram o empresário José Agostinelli para conhecer Termas do Gravatal no início dos anos 50. Ele investiu, junto a família Zappelini, na instalação do turismo no local. No início dos anos 70, o filho Hélio Armando Agostinelli iniciou a construção do hotel de vanguarda, referência em serviços, estrutura hoteleira e com o diferencial da água termal.

A pedra fundamental do Hotel Internacional do Gravatal foi lançada no dia 10 de julho de 1971, na presença do Governador Colombo Machado Salles e diversas autoridades. O empreendimento turístico nasceu para concretizar o sonho de seus fundadores de proporcionar turismo aliado aos benefícios das águas termais.

 

Sonho

O sonho iniciado por Hélio Armando Agostinelli (in memoriam) segue sendo alimentado pelos filhos e netos do empreendedor. Dona Anete Agostinelli, filha e diretora-presidente do hotel, e Pedro Zappelini, neto e diretor-geral do empreendimento, hoje estão à frente do negócio.

Pedro cresceu junto ao empreendimento do avô e hoje segue seus passos. Nas lembranças da infância, o neto guarda momentos especiais da história dele que se misturam com as do hotel.

“Quando penso na primeira lembrança do hotel, me lembro da minha infância com meus primos correndo pelo seu jardim. Muitas brincadeiras, aventuras, piscina, fogueiras, gincanas, colhendo frutas nas árvores, pescarias, novas amizades… Enfim, era nosso quintal de casa, nosso parque de diversões”, relembra o neto.

A memória afetiva que o Hotel Internacional Gravatal traz aos seus gestores é também aquela que eles desejam transmitir: amor em cada atendimento, em cada detalhe e em cada lembrança. “Definir o hotel em uma palavra é muito difícil. Mas para mim seria um paraíso, onde curamos a alma e a saúde”, finaliza Pedro.

Mascote Caco HIG

Indo embora
tão cedo?

Que tal você receber nossas
promoções em seu email?
Deixe seu contato e aproveite!